Leitura #03 - Métrica - Collen Hoover

Leave a Comment






Título: Métrica (Slammed #1)


Autor: Collen Hoover
Editora: Galera Records
Avaliação: 5/5

Métrica nos traz a historia de Lake, uma menina que acaba mudando de casa, estado e consequentemente de vida após a morte de seu pai. Ela, sua mãe e seu irmão mais  novo começam essa difícil etapa na vida que é viver com o  luto.
Assim que chegam na nova casa ela conhece Will, seu vizinho lindo e seu irmão mais novo Caulder, que assim que avista Kel ( o irmãozinho de Lake) se tornam melhores amigos. Esses vizinhos  vão ajudar essa família a superar essa fase tão delicada. 
Lake e Will de cara já se sentem atraídos, e Will a mostra um mundo diferente, cheio de poesia e emoção, ele a apresenta ao Slam,  um tipo de concurso de poesia que tem nos EUA, ela fica encantada, mas nem tudo são flores e alguns problemas aparecerão para atrapalhar os pombinhos.

Não quero contar muito da história para não ser estraga prazeres,e tenho a impressão de que nada que eu diga vá ser digno desse livro, ele é tão sensível, tão tocante.
Eu tinha lidos algumas resenhas dizendo que as poesias eram lindas, e como uma boa curiosa que sou fui dar uma espiadinha..... Me decepcionei bastante, tinha achado bem nada a ver e não consegui achar a emoção da coisa.
E por incrível que pareça acho que foi a melhor coisa que eu fiz. Eu sei que é estranho, mas não fiquem confusos, é isso mesmo e eu vou explicar. Quando rola muita mídia sobre um livro dá aquele medinho básico que não seja essas coca cola toda não? Pois é, minhas expectativas estavam la em cima
e o medo da decepção também. Então quando li e não curti muito as poesias já achei que não ia gostar e comecei a ler sem esperar de mais dele. E foi maravilhoso, sem duvida foi a melhor leitura de 2013.
Ele te toca de um jeito diferente, ao mesmo tempo que te deixa triste te deixa feliz também. Quando comecei a ler fui percebendo que cada poesia é contextualizada, por isso não vi nada demais, cada uma tem uma história especifica para cada momento e personagem, não são aquelas poesias que servem para qualquer momento à qualquer pessoa.

Apesar de não encontrarmos muitos personagens eles são bem marcantes, os pequenos Cauder e Kel são as estrelinhas, super divertidos e fofos, eles dão um equilíbrio por serem tão divertidos em uma trama tão dramática. 
Eddie, a sua  amiga (é eu sei,caraca que nome de mulher é esse?) é super divertida e tem também sua dose de drama na vida. Júlia, a mãe de Lake vai nos mostrando no decorrer dos fatos a sua força, apesar de tudo é uma super mãe, sempre fazendo as loucuras que seu filhinho quer, dando seus conselhos, é aquela mãezona mesmo..
Lake é uma protagonista sem muito mimimi, ela tem seus momentos mas eu consegui entender. E Will é de longe o esteriótipo de mocinho que eu gosto, ele é muito certinho e "manso".....kkkkkkk.....eu sei que é uma palavra meio esquisita para qualificar alguém, mas não consegui achar nada melhor, quem ler o livro vai entender, em vários momentos eu desejei que ele tivesse uma "pegada" maior.Mesmo sendo deste jeito ele me conquistou, não sei se existe um homem assim tão sensível, mas foi uma delícia conhecê-lo.

Nem tudo são maravilhas nesse livro, achei o final  apressado demais, me senti assistindo aquelas comédias românticas da sessão da tarde onde tudo se arruma na ultima cena, na minha opinião ficou corrido. Teve também algumas "coincidências" que forçaram um pouco.

Apesar dessas considerações eu dei a nota máxima pelo tanto que o livro me surpreendeu e mexeu comigo, ele é cheio de clichês, mas ao mesmo tempo é diferente. A vida real também é cheia de clichês, não? Acho que é meio difícil escrever um romance sem nenhum.
Mais que recomendo! E esperando ansiosamente pela continuação Pausa.

Seque a baixo um vídeo de Slam, está em inglês mas dá para ter uma ideia.




0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.