[Leitura] Nine Minutes - Beth Flynn

Leave a Comment
Nine MinutesAutora: Beth Flynn
Série: Nine Minutes 1#
Editora: AInda não Publicado
Páginas: 317
Ano: 214
Avaliação: 5/5 

Para TUDO! Eu bem sei que essa capa não anima ninguém a ler, ela sem dúvida ganharia em primeiro lugar no quesito medonhice. Mas por favor desconsiderem, porque o que realmente interessa, que é o conteúdo, é incrível! 

De uma forma crua, violenta e até assustadora você se vê engolida pela história. Eu passei por uma montanha russa de emoções contraditórias, não sabia em quem devia confiar, acabei me apegando a personagens cruéis, me permiti torcer para o vilão e percebi que no fim fui mais uma vítima da Sindrome de Estocolmo.


Ginny Lemon foi raptada quando tinha quinze anos, filha de uma mãe hipponga e negligente, descobriu muito cedo a se tornar o mais independente possível. Mas isso não foi suficiente para fazê-la desconfiar de um cara simpático que lhe ofereceu uma carona de moto. Ele fazia parte de uma gangue, e como era novato, resolveu dar esse presentinho ao chefe, Grizz. Esse líder em primeiro momento é aterrorizante e Ginny não entende muito bem o que ele quer com ela. Ao mesmo tempo que é capaz de torturar pessoas, cuida dela como se fosse quebrar a qualquer toque.


Eu realmente não sei mais o que devo ou não contar sobre esse livro. Tenho medo de falar demais e acabar estragando a leitura de quem pretende começar. Mas tenho algumas considerações.

A primeira é que você preste atenção em tudo. Depois que você chega na última linha você percebe que cada diálogo, cada gesto e atitude significava alguma coisa. A princípio as coisas são jogadas, e só aos poucos a autora vai dissecando e mostrando exatamente o que é o que.

Os personagens são bem trabalhados mas poucos explorados. Você fica boiando em muita coisa, como o livro é contado pela versão da sequestrada, pouco sabemos sobre cada um, eu queria saber muito mais deles, principalmente do Grizz. Há muita crueldade, apesar dele ser relativamente bonzinho com ela, dá para perceber que ele é sim uma pessoa ruim, ele faz coisas terríveis e assustadoras, e eu queria muito saber de onde vem isso. Sua obsessão por ela é ao mesmo tempo apavorante e admirável, tudo que ele faz, as coisas pelo qual ele acaba se sacrificando são espantosas e sinistras.

Ele dá a entender que é um livro hot, mas não é. Existe sexo, mas não é aquelas cenas descritivas,  possui uma sensualidade velada, apesar da tensão há romance sim, mas não erótica/carnal. No fim das contas é um livro sobre amor. De uma maneira completamente destorcida ele é sentimental e passional, e me vi completamente arrebatada nessa confusão.

E por último, eu gostaria de comentar sobre o final. Sim, o final. Desde o primeiro capítulo  já se sabe o que vai acontecer, porque é uma daquelas histórias que a protagonista vai contando como foi sua experiência, Então pensei comigo, "ok, já sei o que vai acontecer, estou preparada para esse dramalhão". Mas não. A autora, desculpe o linguajar, fodeu com a minha mente. As coisas começaram a se fechar de uma maneira que eu nem tinha ideia que tinham que fechar entende? Acabei com a boca aberta, um milhão de perguntas e dois milhões de teorias. 

É lógico que eu indico, indico para você que adora um romance proibido, um drama, que adora gostar daquilo que não deveria, adora torcer para o vilão e ficar na dúvida de quem realmente é o herói. Indico também às editoras aqui do Brasil, é uma história pouco conhecida mas é original e instigante. E por último mas nenhum pouco menos importante indicaria algum designer de capa para essa autora, sem dúvida com uma capa decente ela estaria rica e eu adoraria ter ele aqui na minha estante!

Ah! Tem mais uma coisinha. Ele tem continuação, se chama Out of Time, e nem preciso dizer que estou morrendo por ele né? Mas ainda nem foi lançado, então resta morrer de ansiedade até lá.

ps.: Obrigada Angela (amiga do Skoob) pela animação e indicação! ;)

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.